Heyyy, FORMEI!!!

boletim

Conclui nesse semestre o curso de Psicologia e estou em êxtase. Foi uma superação, foram cinco anos e meio onde comecei animada, porém tímida e segui em frente até que quase desisti por motivos externos (separação dos meus pais). Não foi fácil e não passei por esse processo como eu idealizava mais conclui e me sinto muito orgulhosa.
Esse ano  foi um divisor de águas pois, tive basicamente só a parte prática do curso. No primeiro semestre tive o estágio supervisionado I, que foram atendimentos realizados na clínica escola da universidade, experiência única onde tive oportunidade de ter contato com casos reais e trabalhando em cima de uma abordagem que eu amo: Psicanálise.

Photo Editor-20181210_205541
Essa foi a minha turma do Estágio Supervisionado I

Já gostava de Psicanálise antes e a paixão veio principalmente depois da matéria de fundamentos psicanalíticos no segundo semestre, conclusão: quero muito fazer pós graduação em Psicanálise agora.
Já no segundo semestre deste ano tive que abrir mão de uma experiência incrível que era estagiar em uma clínica psiquiatra para estagiar no núcleo de atenção ao discente (NAAD) da universidade por causa do trabalho. Essa opção no começo me travou mais no decorrer até que percebi o poder que aquilo ali tem na vida dos acadêmicos: conheci pessoas incríveis, ajudei muitas pessoas com várias dificuldades como ansiedade, problemas na organização da rotina de estudos e alguns até trouxeram várias angustias pessoais que refletiam na vida acadêmica. Tive feedbacks lindos com direito a homenagens, presentes…a gratidão era visível mesmo que em um simples olhar ou um abraço apertado. No fim, o receio do começo do semestre por estagiar em algo que não me encaixava, terminou com uma sensação de dever cumprido e que eu posso sim ser um instrumento, um facilitador para que as pessoas consigam se sentir melhor, mais confiantes e bem resolvidas.
Tenho muito a estudar e apreender ainda…sigo confiante que é esse o caminho que eu quero seguir.

IMG-20181130-WA0003.jpgAlguns dos membros da equipe do NAAD (Estágio Supervisionado II) com a Professora Telma e a nossa Supervisora Ana Maria.

Para fechar esse semestre em clima de celebração, houve uma reunião de algumas pessoas que eu tive oportunidade de conhecer ao longo da minha formação. Organizamos um amigo CULTO (os presentes eram apenas livros ).

IMG_20181208_225508323_BURST000_COVER_TOP (1)Turma reunida com o livro ganhado depois da revelação do amigo CULTO.

Noite super divertida, lugar maravilhoso (Dona Ju) com comidas e bebidas incríveis (Pina Colada é vida), e um clima de sonho realizado no ar.
Deixo aqui declarado todo o meu desejo de sucesso para cada um nessa foto aí em cima, que vocês façam e sejam a diferença por onde vocês passarem. Obrigada por tudo também. GRATIDÃO!!!

IMG_20181210_212923_849Karol (Recepcionista da clínica escola que virou parceira e porque não futura estudante de Psicologia, Crislaine (um achado nesse semestre, que fofa!!! Estudamos juntas durante o curso todo mais só agora rolou aproximação) e eu,neh?! rs

Photo Editor-20181210_220158 (1).jpgDavi (menino de ouro que vem superando a vida a cada dia) e Karol mais uma vez. rsrsrs…

IMG_20181209_102149_141E por ultimo, porém, mão menos importante (não mesmo), esse carinha aí, amor da minha vida pra variar se formou junto comigo também. SEMPRE JUNTOS,neh?! Esse sempre foi o nosso lema e ele é o responsável por eu não ter desistido e é ele que acredita em mim todos os dias. TE AMO VIDA, OBRIGADA POR TUDO!!!

Faltou mais fotos com as outras pessoas queridas, a empolgação era tanta no dia que nem me dei ao trabalho de sair fotografando todos comigo. Preferi aproveitar o momento com eles. =)

Mais uma etapa concluída então, que venha a colação de grau em janeiro….uhuuullll!!!!

Beijos amigos.

Anúncios

Stan Lee: 1922 – 2018

Hoje o post é triste…

Resultado de imagem para stan lee
Aos 95 anos, Stan Lee nos deixou. O criador dos diversos heróis da Marvel como Homem-Aranha, X-men, Pantera Negra, Capitão América, Homem de Ferro, Thor, Hulk entre outros se foi. Esse homem foi responsável por ajudar a não deixar morrer a criança que habita em nós. Com os super-heróis aprendemos muitas lições, ensinamentos para vida inteira. Podemos entender a diferença do bem e do mal e qual é o melhor caminho devemos tomar, aprendemos também o que a ganância pelo poder pode nos levar a fazer e leve o tempo que levar o bem sempre vai vencer o mal.
Tenho um afeto por esse universo por causa do meu pai, passei a minha infância escutando histórias desses heróis e até mesmo assistindo com ele. Um dos momentos favoritos da minha infância, era assistir X-MEN enquanto ele preparava o nosso almoço (principalmente quando era bife e batata frita hahaha). Meu pai adorava, ficava encantado com todo aquele universo e acabou passando isso pra mim, seu personagem favorito era o Wolverine enquanto eu era apaixonada pelo Ciclope e me imaginava como a Jean Grey, hahahaha…
Hoje não tenho mais esses momentos com meu pai, porém as lembranças que ficaram serão eternas e sou grata por isso.
Obrigada Stan Lee por ter ajudado na construção das minhas lembranças com meu pai, obrigada pela galera de heróis que você nos deixou aqui de presente.
Descanse em paz!

Imagem relacionada

 

LEIA!

Hey!!! Acredito que sempre foi um fetiche para mim ter em casa uma daquelas estantes bem grandes cheias de livros. Sempre gostei de ler porém, não lia muito, não investia minha grana em livros, apenas gostava, lia quando rolava um certo interesse e pronto. Já faz alguns anos que venho então investindo mais em certos livros, creio eu que a faculdade também me ajudou muito a fortalecer esse habito já que para o curso de Psicologia ter o habito da leitura é um pré-requisito indispensável. Confesso que gosto mesmo de sentir o livro, folheá-lo, sentir o seu cheiro…as versões em e-books (livros digitais) não me motivam nem um pouco a exercitar essa prática da leitura, até já tentei mais percebi que demoro muito mais para ler dessa forma.

Ando ganhando e comprando vários livros de diferentes estilos, de romances a biografias e com isso lendo cada vez mais e mais. Antes me propus a ler um livro por mês pelo menos (é importante ressaltar que não conto com as leituras e livros da faculdade), hoje leio até mais de 2 por mês, intercalando entre um e outro dependendo do meu humor.

Photo Editor-20181108_002607

No mês de outubro eu terminei dois livros que gostaria de compartilhar aqui, um é de uma das blogueiras mais incríveis que eu admiro: Camila Coutinho, do blog https://www.garotasestupidas.com/. Ela escreveu o livro ESTUPIDA,EU? livro que é uma espécie de autobiografia que traz sua trajetória do inicio do blog até hoje, e nos prova que de estúpida ela não tinha e não tem nada. Nunca (nunca talvez seria uma palavra muito forte mais…) deu um passo sem pensar nos benefícios que aquilo ali poderia lhe trazer. O mais legal do livro além de saber da sua história no mundo da blogosfera é que ela também da algumas dicas de como ter um olhar mais empreendedor, de como você pode tirar algumas vantagens (no bom sentido) das relações interpessoais no mundo dos negócios, independente de que tipo de negócios você faça. E também nos mostra que não é só de glamour que vive uma blogueira renomada não, há muita ralação, renúncias e força para aguentar o pique dessa profissão, sem falar nos haters de plantão que adoram criticar de uma forma maldosa e que precisa ter muita inteligencia emocional para não se deixar afeitar.
ESTUPIDA,EU? é um livro que eu recomendo sim, vale a pena, traz uma leitura leve, fácil e engraçada e e uma linguagem super informal com direito a “rs” e tudo…e em uma sentada, duas dependendo do seu tempo livre você mata a leitura.
Aproveito para dizer que toda glamorosa que essa mulher é o livro também tinha que ser a altura,neh:! Ele vem com duas capas, uma que tem a sua foto toda linda ela em uma textura meio que aveludada q eu adorei (não sei o nome desse tipo de papel), essa capa é móvel, você pode tirar e a capa mesmo do livro é dura e vermelha escrita suas iniciais C. CO, chiquérrimo e as fotografias que compõem o livro, tanto as fotos tiradas especialmente para o livro como as que ela usou para compor sua obra deixou ainda mais divertido a leitura.

Outo livro que li assim, “pá-pum” foi o da Graziela Gonçalves, viúva do Chorão do Charlie Brown Jr., SE NÃO EU, QUEM VAI FAZER VOCÊ FELIZ?, o que dizer? Você se diverte, se emociona, fica até com raiva e traz também muita reflexão, é uma obra intensa, você sente mesmo todas as emoções possíveis.
DROGAS! É um assunto que esta inserido em muitas casas e precisamos entender e aceitar que apesar de toda satisfação momentânea que ela traz ela também pode MATAR. Traz adoecimento a família e amigos próximos, deixam marcas.
A história apesar de trágica é linda, a força e garra que eles tiveram do inicio até mesmo ao fim é inspiradora, Graziela é uma guerreira fez o que podia ser feito, lutou com o que podia lutar e foi até onde ela teve forças. Chorão deixou toda sua poesia “musificada” e marcando várias gerações, até hoje toca muita gente. Grazon, como era chamada pelo Chorão, se tornou musa inspiradora do cantor e talvez a pessoa que mais acreditava em seu sucesso, ela viu o cara sair do nada e chegar no topo, esteve ao lado dele em todos momentos, renunciou muita coisa também em pró da carreira do Chorão, sempre acreditou nele. Passaram necessidades, momentos feliz, tristes…como ele mesmo cantava: DIAS DE LUTAS, DIAS DE GLÓRIA!
Vale demais a leitura e nunca mais você vai ouvir Charlie Brown Jr. de novo como antes e o livro também traz várias fotografias bem legais de alguns momentos dos dois, intimidades , coisas que jamais imaginaríamos que havia acontecido com ele e com eles.

IMG_20181108_002859_603

É isso, LEIA!
Beijinhos.

TWD: Rick Grimes, morreu ou não morreu?

download

Aaaahhh, eu tinha que voltar a escrever nesse blog nesse clima gostoso de animação depois de assistir um puta de um episódio de The Walking Dead,neh?!
Relutei demais em assistir essa série até porque super fico agoniada com filmes, séries e afins que traz o quesito perseguição à tona, fico super agitada e ansiosa me deixando com palpitações sinistras hahaha…
E foi a quase um ano atrás, nas férias do trabalho que decidi assistir, conclusão: maratonei as 7 temporadas em menos de um mês (sim, acordava e dormia assistindo TWD a ponto de sonhar com a série) e acompanhei na integra a oitava temporada, ficando super animada com a próxima que estava por vir e agora, aqui estou, comentando sobre os episódios e me tornando cada vez mais fã. Quem te viu, quem ti vê, não é mesmo?!
The walking Dead ultrapassa a ideia de humanos X zumbies apenas, estamos falando de sobrevivência, de até onde vai a humanidade de cada um quando se fala em viver ou morrer, o que você é capaz de fazer para se manter vivo? Até onde vai o seu caráter em situações extremas? São essas e outras reflexões que essa série nos traz e que faz com que ela seja unica e encantadora.

the-walking-dead-season-9-premiere-photos_2b8x.640

(ATENÇÃO SPOILLERS) no ultimo episódio, exibido nesse domingo, foi de tirar o folego de quem realmente gosta e acompanha a série. Antes da 9ª temporada começar os fãs já haviam recebido a noticia do próprio Andrew Lincoln (Rick Grimes), o protagonista, que ele iria deixar a série levando Rick a morte pois ele alegou estar cansado, querendo dedicar mais tempo para outros projetos e ter mais tempo com a família já que havia se dedicado para a série 8 anos…vi que muitas pessoas ficaram chocadas, tristes, falando que não iriam mais assistir a série, que já era o fim e bla bla bla…eu mesmo fiquei arrasada com a notícia e apesar da série conter outros personagens incríveis não iriam substituir o líder da galera. Nas notícias o protagonista havia dito que inclusive, sua morte serie banal e se vocês assistirem o quarto episódio da temporada atual o fim do episódio de fato faz pensar que a morte dele seria totalmente idiota (Ao tentar guiar milhares de zumbies em um cavalo, o animal se assusta e faz com que ele caia em uma barra de ferro perfurando o canto esquerdo do seu abdômen, nisso os zumbies avançam em sua direção) na cabeça de todos seria aquele ali o fim, os zumbies iriam chegar até ele já que ele estava preso e ferido, comeria ele e pela quantidade de mortos vivos não haveria nem a esperança, nem a possibilidade que ele se tornasse um mero zumbie.

twd-14
Então no decorrer do quinto episódio onde ele consegue de uma forma mentirosa talvez, porém bastante destemida ele consegue sair da barra de ferro e conduzir os zumbies. O mais bonito no decorrer da trama é que durante essa condução, sua perda de sangue e desmaios fez com que ele alucinasse o tempo todo com seus amigos ou família como ele mesmo os começa a chamar, e quando de fato o perigo estava ainda mais próximo eles mandavam ele acordar e aí ele despertava e seguia em frente se livrando de fato da morte. Ficou muito emocionante, pois deu pra ver a importância dos laços sinceros que ele fez no decorrer da história. Esses amigos que faziam com que ele “acordasse” como o Shane, Hershel, Sasha e exceto Michonne, já não estão mais na série, estão mortos e aproveito para já deixar minha observação e reclamação aqui pois vi alguns vídeos no youtube de pessoas que são ainda mais antenadas na série e me espantei que ninguém citou e ou sentiu falta do Glenn, eu senti e achei de verdade que deveriam ter valorizado essa aparição dele nesse episódio já que Glenn foi um personagem chave para a sobrevivência do Rick ainda na primeira temporada da série, mais ok, nem tudo é como gostaríamos hahahaha…tirando esse ponto vou dizer que esse foi o melhor episódio até aqui, foi cheio de emoção, da importância do outro, de quem é a verdadeira família, até onde vai a nossa força em pró do outro e etc.

854928d3-b1b5-4a75-b50f-30b708513d11-TWD_905_JLD_0621_05537_RT.jpg
No fim das contas Rick Grimes não morreu. É isso mesmo, ele conseguiu salvar toda a galera da multidão de zumbies, explodindo uma ponte e fazendo com que eles caíssem correnteza a baixo, toda a galera dele viu sua ação e pela percepção deles Rick havia morrido na explosão. Porém, Rick foi resgatado pela Jadis que conseguiu leva-lo no misterioso helicóptero que andava aparecendo desde algumas temporadas atras, deixando em aberto ai o futuro do Rick na série. Minha opinião, de verdade é que ele volta, é claro que volta. Depois disso no episódio a um salto de uns 6 anos e aparece a filha de Rick Grimes, Judith, já uma mocinha, no super estilo com arma e catana e é claro toda marrenta com o chapéu que foi de seu pai e depois do seu finado irmão Carl Grimes salvando um grupo de pessoas de zumbies. Mano, o que foi esse final? Foi lindo, cheio de esperança, de amor…estou encantada, quem parou de assistir porque desanimou agora esta animadíssimo para voltar acompanhar depois dessa reviravolta.
Eu peço humildemente, se você ainda não acompanha a série por favor: ASSISTA!!!
Vai além de zumbies, é incrível, impecável, surreal ahahahaha.

judith-grimes-the-walking-dead-1585765-54ce

Se alguém aí começar assistir me conta o que ta achando?
Quero interagir com você…beijinho, beijinho

 

Sem título

La Mante, ou em português: A louva a Deus, é uma série francesa original da Netflix  que estreou no final do mês de dezembro e que tirou o meu fôlego. Sério, se você ainda não assistiu te garanto que você esta perdendo o seu tempo, são apenas seis episódios e todos já disponíveis na Netflix, é bom ressaltar que a série acabou sem brechas para uma nova temporada e não há informações sobre uma continuação. A série é sobre uma investigação criminal que está acontecendo em uma cidade francesa depois de três crimes hediondos acontecerem, a questão é que são crimes idênticos cometidos na década de 90 por uma Serial Killer que cometeu ao todo oito assassinatos brutais.

b6a3c815089d138c46cda208dd3f840418db39e1

Ao ter conhecimento que esse novo assassino está matando pessoas de forma idêntica e na ordem como eles aconteceram ela oferece ajuda a policia para solucionar o caso mas com uma pequena objeção, que o seu filho hoje policial trabalhe junto no caso e é aí que tudo começa.

a-louva-a-Deus-2

Tudo que falei até agora não é Spoiler porque isso mesmo é o que se lê na sinopse da série, mas o que eu preciso dizer é que precisamos focar em produções que fogem do contexto americano. Os atores franceses dessa série são incríveis, interpretações geniais, as sacadas, jogadas de cena, fotografias, o suspense, a série não para, todos os episódios traz uma tensão, não tem um minuto de alivio, de fato te prende  do inicio ao fim, as reviravoltas são bem legais e foge do óbvio, principalmente por termos uma mulher protagonizando uma Serial Killer e não sendo a vítima ou a mocinha como estamos acostumados. Super indico mesmo, da pra assistir aí em um final de semana tranquilo, é ótimo variarmos um pouco, ter contato com novos idiomas e conhecer novos atores. Para galera da Psicologia da pra tirar coisas bem interessantes da série também, não posso entrar muito em detalhes para não estragar, apenas assistam que vocês vão me entender.

Boa série a todos, espero que gostem e ficarei feliz se voltarem aqui e me contar o que acharam!!!

2018, seja bem vindo!!!

tumblr_inline_ni1m2wzN5Z1rpioci

Eu gosto dessa sensação que o recomeço de forma geral nos proporciona, mesmo que não tenhamos algo de concreto que prove que vai dar tudo certo, mais só o fato de termos a chance de começar de novo já da um alivio tão grande.
O ano de 2017 por aqui foi difícil, a “coisa” parecia que não queria sair do lugar, não tava funcionando, não havia motivação no meio profissional ou acadêmico, a vida familiar uma bagunça, só e ainda bem que ao menos a vida amorosa seguia e segue bem em frente.
Gosto de pensar que acabou, que agora tenho mais uma chance de começar tudo de novo, o que passou, passou e o que importa hoje, agora é fazer tudo ser diferente. E aprendi que não adianta querer que as coisas mudem se eu não mudar, se eu não me transformar. Lamentar não vai adiantar e nem vai mudar aquilo que não vai bem.
Que esse ano de 2018 seja um ano de conhecimento, de autoconhecimento, que eu me permita fazer as coisas por mim, do meu jeito, no meu tempo, que o amor próprio venha com mais força, que a justiça me acompanhe, que a gentileza seja minha aliada e que o amor continue sendo a essência de todas as minhas ações. Talvez você, caro leitor (a), ao ler isso pode pensar por alguns instantes que estou sendo egoísta ao desejar isso, porém, eu percebi que é se valorizando, se amando, se respeitando é que você vai fazer o mesmo com as pessoas ao seu redor. O ano de 2017 me fez desacreditar no ser humano de todas as formas, odiei o ser humano, me senti mal por ser um ser humano, até que a ficha caiu e percebi que eu ao menos posso fazer a minha parte e ser um ser humano melhor, agindo assim eu não estarei me igualando aos demais e de alguma forma terei um retorno do universo por isso, vocês sabem, acreditem ou não a lei do retorno sempre acontece.
Que o ano de 2018 seja um ano de mudanças!!!

Feliz Ano Novo para todos e permitam-se!!!

MINIMALISMO: Livre-se dos Excessos

Se digitarmos no Google: Minimalismo, vamos encontrar dois significados prováveis, um que se remete ao movimento artístico do século XX que tinha como base o uso de poucos elementos visuais e já o segundo é o qual irei falar aqui que é sobre o principio de reduzir o emprego de elementos.

Esse movimento estabelecido hoje como contracultura do consumismo (entenda, consumismo desenfreado) vai além da arte, estética, estilo, moda, decoração, entre outros, e também não significa abrir mão de tudo que você tem e viver sem nada, mas sim entender que adotar um estilo de vida mais minimalista não é ter menos do que precisa e sim ter o SUFICIENTE para viver bem e não podemos esquecer que o minimalismo se une com alguns preceitos da sustentabilidade, saúde física e mental e até certo aspecto espiritual.

Somos bombardeados diariamente por toda forma de mídia que o sistema capitalista poderia utilizar para que gastássemos mais do que precisamos, poderíamos e queríamos. Muitos de nós, inclusive eu, adquirimos mais coisas por influencia da mídia do que por realmente precisar ou querer, e o resultado disso??? Acumulo e acumulo de roupas, calçados, objetos pessoais, livros, e tudo mais, e a grande questão é que esse acumulado de coisas nos aprisiona de tal forma que não nos damos conta, acabamos presos em bens materiais servindo a eles mais do que eles deveriam nos servir, diminuímos nosso espaço para acomodá-los, aumentamos a desorganização e com isso gastamos mais tempo para organizar do que realizar atividades muito mais prazerosas chegando ao estresse e ansiedade. Sempre estamos a gastar o nosso dinheiro com coisas materiais do que com experiências muito mais valiosas como lazer, viagens e passar tempo com pessoas que amamos.

Não estou aqui dizendo para você não consumir, isso é impossível nos dias de hoje e eu mesmo gosto de consumir, porém o consumismo desenfreado esta nos levando para um lugar sombrio onde deixamos de fazer e se importar com o que realmente importa. Max Weber disse certa vez que: “o capitalismo não é o problema, mas sim esse capitalismo selvagem ancorado na ostentação e no desperdício”.

Falamos então de consumo consciente: comprar porque precisamos e não para mostrar que possuímos algo. Pesquisando sobre o minimalismo mais a fundo encontrei uma citação incrível de um personagem do filme Clube da Luta que diz: “ Status é comprar coisas que você não quer, com o dinheiro que você não tem, a fim de mostrar para gente que você não gosta, uma pessoa que você não é”. Diz se não é um tapa na cara de qualquer pessoa que compra apenas por comprar e ostentar.

Praticar o minimalismo não é fácil e nem rápido, estou muito longe disso, mais já tomei consciência e isso já é um grande passo. Aconselho você a parar por 10 minutos e avaliar o seu espaço, abra seu armário e veja quantas roupas você tem e quantas de fato você realmente usa e quantas você não pega a meses ou até mesmo anos, isso também vale para calçados, objetos pessoais, moveis, decoração, livros… tudo! E veja como ocupam espaço, quanto tempo você demora para organizar tudo isso e tenta imaginar como seria se você só tivesse o suficiente e o que de fato é usado.

Praticar o desapego faz bem, podemos doar boa parte daquilo que não faz mais sentido para aqueles que não possuem nada, podemos aproveitar o tempo de crise financeira que assombra nosso país e vender por um preço simbólico, os brechós, bazar, lojinhas online e grupos no whatsapp existem pra isso.

Para quem se interessou no assunto e gostaria de saber um pouco mais, na Netflix tem disponível um documentário muito bacana que vale a pena ser visto: Minimalism: A Documentary About the Important Things.

 

 

Rock In Rio 2017: Looks do 2º Final de Semana

Oie meus amores!!!

Tudo que é bom dura tempo suficiente para se tornar inesquecível, concordam???
Pois bem, acabou-se o maior festival de música do nosso país e como prometido eu trouxe 10 looks que eu adorei ver pelo insta da galera e que eu usaria fácil.
Como já era esperado, querendo ou não, esse ultimo final de semana foi de fato do ROCK N  ROLL, grandes lendas do  rock passaram por lá de Aerosmith a Red Hot Chilli Peppers, e mesmo que o Axl Rose não tenha mais o vigor de antes para tomar a frente dos Guns N Roses, vamos concordar que quem é fã de verdade só do cara esta  ali na frente já é demais,neh?! Particularmente, os caras do Guns n Roses sempre serão importantes pra mim, afinal de contas foi no show dos caras, em março de 2010, que eu conheci o meu noivo, vocês tem noção da importância? HAHAHA mais isso fica pra outro momento aqui no blog, vamos falar de looks.
Seguindo a temática dos últimos dias de festival o que não faltou foi o bom e velho preto, camisetas de bandas, transparências, meia arrastão e porque não falar dos coturnos que na minha opinião estão muito em alta e eu preciso urgente me presentear com um HAHAHA…
Segue abaixo os 10 looks que mais gostei:

IMG_20170925_225407IMG_20170925_111523IMG_20170925_225149IMG_20170925_111658IMG_20170925_111449IMG_20170925_225201IMG_20170925_225213IMG_20170925_111609IMG_20170925_111432IMG_20170925_111509

Arrasaram,neh?! Eu sei…
Quero parabenizar as meninas pelo estilo e criatividade, vocês arrasaram e são lindas, PARABÉNS!!!

E aí? Gostaram dos looks? Alguém aí que não foi, muito afim de ir no próximo? Vou responder por mim, estou louca para que 2018 passe voando e chegue logo 2019 para eu repetir minha aventura em solo carioca e curtir os melhores shows.
Espero que tenham gostado, fiquem a vontade, compartilhem, curtem, comentem, falem mal…enfim…sintam-se livres e em casa.

Beijinhos, Beijinhos e até o próximo post!

LADY GAGA: Five Foot Two

rs_600x600-170824055140-600.lady-gaga-five-foot-two.82417

Olá meu amores!!!

Hoje vim falar do filme/documentário original da Netflix que foi lançado hoje: LADY GAGA FIVE FOOT TWO. Recentemente a cantora cancelou a sua  apresentação no Rock  In Rio 2017 devido a sua doença fibromialgia, para quem não sabe essa doença consiste em dores musculares cronicas  por todo corpo e não ha cura. Depois que ela anunciou o cancelamento alegando que o seu corpo precisaria de descanço eu mesma vi em redes sociais supostos fãs criticando a artista, até mesmo chamando-a de louca, confesso que isso me incomodou por já ter conhecimento da doença e saber que é realmente real.
O documentário da Netflix traz de uma forma bastante real a cantora sendo ela mesma, sem suas maquiagens e apetrechos que são característicos da mamãe monstro. Dessa vez Lady Gaga vem despida de toda pose, de todo “nariz empinado” e porque não dizer, mascaras e personagens que a mesma encorporava. Dessa vez ela mostra suas fragilidades, sua evolução como artista e mulher, seu sofrimento e luta com a doença, seu amor pela sua família, seus conflitos amorosos e até mesmo entre outros artistas como por exemplo Madonna que é citada no longa.
O documentário foi gravado durante a produção do mais novo álbum JOANNE que traz o nome da sua tia que faleceu devido a doença lúpus indo até a sua apresentação neste ano no SUPER BOWL.
Particularmente, eu gosto muito de assistir produções deste tipo porque podemos refletir sobre a vida daqueles que pensamos ter a vida perfeita por ter fama, dinheiro e até mesmo milhões de seguidores nas redes sociais.
Lady Gaga mostrou de forma bastante íntima e sincera suas dores, suas frustrações e deixou bem claro como sofre fisicamente e psicologicamente. Sua queixa maior é a de passar o dia sendo abraçada, tocada, paparicada e quando chega a noite, quando volta para casa estar sozinha.
As vezes desejamos fama, dinheiro e deixamos de desejar o que de fato vale a pena, que é ter uma pessoa para compartilhar os acontecimentos no final do dia.
O longo vale a sua duração de 1 hora e 40 minutos, Gaga já era uma artista que eu admirava e hoje ela entra para a minha lista de artistas preferidas, sua jornada é forte e bonita e hoje a sua superação inspira.
Espero que vocês assistam e venham me contar o que acharam e se não ouviram o novo álbum ainda da diva, por favor escutem, o novo trabalho retrata muito o lado pessoal dela, é forte e sincero.

PS: ela é incrivelmente bonita sendo ela mesma e sem aqueles enfeites exagerados.


Obrigada meus amores, não esqueçam de curtir,comentar e compartilhar.
Beijinhos, beijinhos…

 

TENDÊNCIA: Glasses Chain

Oieee!!!

Hey Girls, quero fazer uma pergunta para vocês. Vocês lembram de anos atrás das vovós de vocês ou até mesmo de algumas crianças que usavam óculos utilizando uma cordinha com o único proposito de não perderem os óculos já que poderia ficar pendurado ao pescoço como colar pela cordinha???
Pois bem, e se eu falar que essas cordinhas, hoje conhecidas como GLASSES CHAIN voltaram e voltaram com tudo deixando os fashionistas de plantão alucinados com esse acessório para compor o look?
É verdade que assim como antigamente esse acessório traz uma certa polêmica, já que não é todo mundo que gosto e acha bonito, principalmente agora que o acessório repaginado mais usado da categoria traz um design um tanto quanto chamativo como  vocês podem ver a seguir:

Esse acessório pode ser usado da maneira convencional que é para trás como nas fotos acima como também podem ser usados para frente fazendo uma alusão a um colar:

Calma! Achou estranho? Esquisito demais? Muito grande? Acha que não é pra você por ser tão grande e chamativo? Que tal em apostar em uma versão mais clássica, porém repaginada?

E então??? O que vocês acharam? Gostam? Vão aderir a tendência?
Me contem aqui.

Beijinhos e até a próxima…